No dia 31 de agosto, agentes do setor de Fiscalização do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) visitaram empresas e escritórios imobiliários no município de Itabaiana, a 54 quilômetros da capital sergipana. O motivo da viagem foi apurar uma denúncia de que haveria contraventores comercializando um empreendimento na região. Aproveitando a oportunidade, a equipe fiscalizou o máximo possível de empresas. No total, duas pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão, uma empresa foi autuada por facilitar tal contravenção e um corretor de imóveis por ter empresa individual sem registro no Conselho.

Para o coordenador de Fiscalização, Stwart Costa, a denúncia foi fundamental neste processo. “O setor trabalha com visitas rotineiras, tudo sempre bem planejado e com o objetivo de cobrir o máximo possível do território sergipano. Mas com as denúncias, sejam elas formuladas ou anônimas, nossos agentes já vão direto nos casos de exercício ilegal, ou seja, temos aí uma ação mais incisiva e eficiente. Quando há um trabalho conjunto entre Fiscalização, sociedade e corretores de imóveis, todos saem ganhando: o Conselho alcança seus objetivos como órgão de fiscalização, a sociedade tem mais segurança em suas transações e o corretor de imóveis, por sua vez, tem um mercado de trabalho mais justo”, pontuou Stwart.

O Presidente do Conselho, Sérgio Sobral, destacou a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido pela Fiscalização na capital e no interior do Estado de Sergipe. “O contraventor é a maior ameaça que temos à nossa categoria e ao cliente. A Fiscalização tem atuado incansavelmente com o intuito de garantir a segurança ao corretor de imóveis que atua dentro das normas e à sociedade em geral. Um sonho como o da casa própria não pode ser prejudicado por pessoas que não se capacitam, que não se especializam. Estamos vendo que em Sergipe é cada vez maior o número de corretores investindo em aprimoramento profissional. Não é justo que um contraventor tome espaço da classe”, frisou.

Ainda durante a viagem a Itabaiana, a equipe de agentes fiscais fez uma visita ao Delegado Regional do Creci-SE, o corretor Carlos Alberto Santana. Ele assumiu a função no final do ano passado, e é responsável por representar o Conselho no município de sua jurisdição (no caso, Itabaiana) e arredores, podendo orientar e assistir a fiscalização sempre que a mesma estiver atuando no município.

NOTA

As denúncias podem ser feita de forma anônima através do telefone (79) 2106-6801, de formulário no site (https://crecise.gov.br), de e-mail (fiscalizacao@crecise.gov.br) ou presencialmente na sede do Creci-SE.