O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) e diretor secretário do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), Sérgio Sobral, participou de uma reunião com o Conselho Diretor e o Conselho Consultivo da FIABCI (International Real Estate Federation) Brasil, na última segunda-feira (08). O encontro aconteceu na sede do Secovi São Paulo, e contou com a presença do presidente desta instituição, Basílio Jafet. O Cofeci, representado na ocasião por Sérgio Sobral, participa da Federação juntamente com outras instituições do setor imobiliário (Sinduscon, construtoras, incorporadoras, loteadoras, grandes imobiliárias e entidades representantes dos corretores de imóveis, por exemplo).

Sérgio Sobral ao lado do presidente do Secovi e de representantes da Fbiaci

Na ocasião, além da prestação de contas do ano anterior, a FIABCI elegeu sua nova diretoria. Cada região do país teve a oportunidade de fazer uma apresentação à federação, e o Nordeste foi representado por Sérgio Sobral. “Mostrei as potencialidades do Nordeste e as vantagens para os possíveis investidores. Uma das coisas boas é a migração, o Golden Visa, através da qual as pessoas fazer investimentos imobiliários e conseguir residência provisória, seguida da residência definitiva. O Nordeste segue sendo a bola da vez. São vários fatores que tornam nossa região atrativa e eu pude explaná-los ao público presente: mão de obra farta, clima agradável o ano todo, litoral com belezas naturais, subsolo rico em minérios, classe média forte, entre outros”, frisou Sobral.

O diretor secretário do Cofeci destacou que aproveitou a reunião para convidar os membros da FIABCI para o 4º Encontro Global de Corretoras de Imóveis, que será em Aracaju, Sergipe. “Diversos representantes da Federação disseram que estarão presentes e, além disso, divulgarão o Encontro no próximo evento da entidade, um congresso internacional em Moscou, Rússia. A FIABCI congrega mais de 60 países, ou seja, é uma excelente oportunidade de firmar parcerias e angariar investidores que fortalecerão nosso mercado imobiliário e, consequentemente, a economia”, pontuou Sobral.