CRECI SERGIPE

Corretores realizam prova final de curso de Avaliação de Imóveis

Nesta terça-feira, 21 de junho, corretores de imóveis que participaram do curso de avaliação imobiliária fizeram a prova final. A capacitação é resultado de uma parceria com o Creci de São Paulo para capacitar de forma gratuita os profissionais do mercado imobiliário que desejam se tornar Avaliadores de Imóveis, por meio do Programa de Educação Continuada ao Corretor de Imóveis ( Proecci).

O presidente do Creci Sergipe, André Cardoso, e a vice-presidenta Carla Pimentel recepcionaram os colegas de profissão. “Eu sempre vou defender que a avaliação de imóveis dá segurança às transações imobiliárias. Me alegra muito ver vocês investindo nessa especialização”, frisou. Os corretores que obtiverem a média e forem aprovados nesta prova estarão aptos a requererem inscrição no Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários (CNAI).

Creci-SE e Unit planejam pós-graduação para corretores de imóveis

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) intensificou ainda mais a parceria com a Universidade Tiradentes (Unit) após a assinatura de um termo de parceria com a instituição de ensino. Além dos descontos em mensalidades de cursos de graduação e de pós-graduação Lato Sensu (presencial ou à distância), a parceria renderá um curso de pós-graduação pensado especialmente para os corretores de imóveis. 

Na última quarta-feira, 15 de junho, o presidente André Cardoso foi recebido pelo coordenador dos cursos de pós-graduação da Unit, o professor Paulo Martins, para tratar do assunto. Também participaram da reunião: professor Claudio Praxedes (coordenador de cursos na área de gestão), Ilka Karla (consultora de pós-graduação), Joenison Batista (coordenador operacional dos cursos de contábeis e tecnólogos) e, representando o Creci-SE, além do presidente André Cardoso, estavam o Diretor Institucional Hunaldo Lima e o superintendente Geraldo Maia. 

“Combinamos de iniciar um processo de pesquisa com a categoria em nossos canais de comunicação para averiguar que curso atenderia às demandas da categoria e do mercado imobiliário. Nosso objetivo é formatar um produto que abrace as competências que o profissional corretor de imóveis precisa e quer desenvolver, como por exemplo finanças, comunicação e marketing, gestão, entre outras”, pontuou o presidente André Cardoso.

Creci-SE estreita relação institucional com SPU

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) segue avançando no estreitamento das relações institucionais em nível estadual e nacional, com foco no fortalecimento da categoria. Nesta quarta-feira, 15, o presidente André Cardoso retribuiu a visita ao presidente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), Pedro Celestino, na companhia dos diretores Luciano Miranda, Henrique Carvalho e Rodrigo Calfa e do superintendente do Conselho, Geraldo Maia.

Na pauta, além de agradecer a visita recebida no início da gestão, o presidente André Cardoso levantou questões relacionadas à necessidade de maior celeridade nos processos demandados digitalmente pelos corretores de imóveis. “Sabemos que é tendência a modernização e inovação dos serviços, portanto é necessário que todos estejamos preparados para tal. Assim como também precisamos que os órgãos invistam em atendimento mais ágil, especialmente neste cenário digital”, destacou, aproveitando também para alinhar com a diretoria e Pedro Celestino ações em conjunto para nutrir a categoria de mais informações e orientações.

“A SPU entende o papel fundamental que o corretor de imóveis exerce na sociedade e que é ele o profissional habilitado a garantir uma transação imobiliária segura. Estamos aqui para estreitar cada vez mais esta relação e aprimorar trazendo cursos, oficinas e treinamentos para que os processos e demandas do corretor sejam atendidos da forma mais rápida possível”, frisou Pedro Celestino.

Creci Sergipe intensifica operações de Fiscalização orientativa em condomínios

O setor de Fiscalização do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) vem fazendo um trabalho mais orientativo em suas operações. A iniciativa tem como objetivo conscientizar para evitar a incidência de atividades que comprometem o mercado imobiliário e a segurança da sociedade. 

Agora a equipe de fiscais também está intensificando essas orientações em condomínios. O intuito é mostrar a porteiros, síndicos e zeladores a importância e as exigências da profissão de corretor de imóveis, reforçando que a intermediação de venda, compra, permuta e aluguel é atividade exclusiva dos profissionais habilitados para atuar no segmento imobiliário, ou seja, dos corretores de imóveis.

Na manhã desta terça-feira, 14 de junho, a coordenadora de Fiscalização Stéffane Bizerra realizou uma ação na capital sergipana em um condomínio de casas e, na ocasião, entregou um comunicado impresso ao síndico com orientações de como proceder em casos de suspeita de exercício ilegal. “Nós temos feito esta abordagem mais orientativa justamente para conscientizar sobre a seriedade que exige qualquer transação imobiliária. É importante que síndicos, porteiros, demais funcionários e os próprios condôminos estejam cientes de que podem contribuir também se dirigindo ao Creci Sergipe sempre que suspeitarem de alguma atividade que compromete a segurança da categoria e da sociedade”, frisou Stéffane. 

O setor de Fiscalização trabalha com um cronograma de visitas, mas tão importante quanto as operações diárias do Creci-SE é a participação da sociedade e da classe na construção de um mercado seguro. As denúncias podem ser feitas diretamente na sede do Conselho ou através dos seguintes canais: pelo e-mail [email protected], pelo Whatsapp (79) 98105-3378 ou pelo portal eletrônico (www.crecise.gov.br). 

O uso das imagens foi autorizado pelo síndico Joseleno Silva, que amistosamente recebeu a Fiscalização, ouviu as orientações e se comprometeu a compartilhar as orientações com os condôminos por meio de comunicado em mural.

Presidente do Creci-SE empossa em Estância primeiro delegado regional da gestão

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Sergipe (Creci-SE) tem como atividade fim a fiscalização da categoria para garantir a segurança da sociedade e um mercado imobiliário justo. Com o objetivo de fortalecer as ações da entidade no interior sergipano, o presidente André Cardoso nomeou e empossou o primeiro delegado regional da gestão em Estância, o corretor de imóveis Gileu Souza – Creci 4446 PF. Representando o Conselho, estavam o superintendente Geraldo Maia e a coordenadora do grupo de trabalho CRECI MULHER, Cristina Muniz.

A solenidade aconteceu na Câmara de Vereadores de Estância, uma iniciativa inovadora com o intuito de levar o Creci até os profissionais daquela localidade. “O Creci só será para todos se a classe realmente sentir isso. Para tal, estamos pensando e já investindo em ações que aproximam o Conselho da categoria e mostram à sociedade a importância de nossa profissão”, frisou o presidente André Cardoso, aproveitando para agradecer à Casa Legislativa, na pessoa do presidente Misael Dantas, a hospitalidade e atenção.

Na ocasião, o superintendente Geraldo Maia compartilhou com os presentes algumas das principais atribuições do delegado regional, como por exemplo ser o porta-voz do Creci-SE junto aos colegas corretores de imóveis na região de Estância e adjacências.

“Aceitei com muita honra este convite para ser um elo entre a sociedade, os corretores e o Creci-SE. O Conselho é a casa do corretor de imóveis e agora posso contribuir também mobilizando os colegas a se envolverem nas ações que fortalecem nossa classe”, pontuou o delegado regional Gileu Souza.

O delegado regional é um corretor inscrito no Regional, nomeado pela diretoria da autarquia, que se compromete a auxiliar na intensificação da fiscalização profissional, principalmente no combate ao exercício ilegal da profissão, além de apresentar à diretoria sugestões e necessidades específicas acerca dos fatos peculiares à sua região.

Creci-SE e Unit: nova parceria vai além dos descontos 

Fortalecendo a bandeira das boas relações institucionais em prol do mercado imobiliário, o Creci Sergipe firmou nesta quinta-feira, 02, um termo de parceria para concessão de descontos com a Universidade Tiradentes (Unit) voltados para os corretores de imóveis. O presidente do Conselho, André Cardoso, foi recebido pelo pró-reitor administrativo financeiro da instituição de ensino, Felipe Lima, e pela consultora de pós-graduação Ilka Karla. Também participaram da reunião o diretor institucional do Creci-SE, Hunaldo Lima, e o superintendente Geraldo Maia.

A parceria contempla desconto de 5% nos cursos de graduação e de pós-graduação Lato Sensu (presencial ou à distância), exceto para cursos de graduação de Medicina e os cursos de pós-graduação de medicina, odontologia e parcerias internacionais. Mas além dos descontos nos cursos, o pró-reitor de administração da Unit, Felipe Lima, se comprometeu a providenciar uma próxima reunião para definir uma agenda de trabalho e a possibilidade de iniciativas direcionadas especialmente à classe. 

O presidente André Cardoso propôs que seja considerada a oferta de uma pós-graduação no segmento imobiliário. “A ideia desta parceria é ofertar não só um benefício financeiro, mas oportunidades de networking e de aprimoramento profissional, por meio do estreitamento entre as instituições. Conversamos sobre como unir as instituições através de nossos canais de comunicação e em nossos eventos. Estou confiante de que em breve teremos boas novidades”, frisou.

ENBRACI 60 anos: o evento mais esperado pelo mercado imobiliário será em agosto, em Foz de Iguaçu

A retomada das edições presenciais do Enbraci (Encontro Brasileiro de Corretores de Imóveis) acontecerá nos dias 8 a 12 de agosto, na cidade de Foz do Iguaçu. Este ano, o evento mais esperado pelo mercado imobiliário celebra os 60 anos da regulamentação da profissão e da instituição do Sistema Cofeci-Creci. A abertura do Enbraci 60 será no dia 09 de agosto, à tarde. No dia anterior haverá uma programação pré-evento, com recepção aos convidados  internacionais.

“Fomos postergando a realização presencial do Enbraci para que todos pudessem participar com segurança do mais importante evento de corretores de imóveis que acontece na América do Sul”, conta o presidente do Sistema Cofeci-Creci, João Teodoro. Será uma oportunidade ímpar de networking, troca de conhecimentos e aprimoramento profissional. 

O presidente do Creci Sergipe, André Cardoso, destaca a importância do evento sob a perspectiva de integração. “Eu já vejo uma mudança de mentalidade significativa em nosso segmento: profissionais unindo talentos e investindo em parcerias inteligentes. Um encontro como este tem valor imensurável, que vai além dos conhecimentos técnicos. É um momento de integração, de conhecer outras possibilidades, de apresentar seus potenciais. Espero ver muitos corretores sergipanos por lá”, frisou.

Além de toda a programação que está sendo preparada para fortalecer a profissão, segundo o vice-presidente de Assuntos Internacionais do Cofeci, Luiz Barcellos, esta edição aguarda as maiores delegações internacionais. Ou seja, os profissionais que estiverem dispostos a fazerem um bom networking, podem tentar expandir seus negócios. 

Para mais informações e inscrições, acesse aqui o portal do evento.

Artigo: Tendência e economia para o Mercado Imobiliário

Artigo do presidente do Sistema Cofeci-Creci, João Teodoro, baseado na apresentação de Ricardo Amorim durante o Projeto Saber Imobiliário III, onde ele destaca as perspectivas positivas para o setor!

O mercado imobiliário, ao contrário de vários outros segmentos da nossa economia, pouco ou nada sofreu com a Covid-19. Ao revés, até registrou acentuada expansão. Exceto nos dois primeiros meses, quando a Organização Mundial de Saúde decretou a pandemia, em 11 de março de 2020. A queda foi brusca no primeiro momento, mas em menos de dois meses o mercado reagiu com a mesma intensidade. Os economistas definiram a ocorrência como queda e ascensão em “V”. Assim, as vendas imobiliárias de 2020 equivaleram às de 2019.

Amorim avalia que estímulos econômicos inusitados, associados a outros fatores, foram os responsáveis pelo fenômeno. A taxa básica de juros (Selic) que, em julho de 2015, chegou a 14,25% ao ano, no final de 2019 e começo de 2020 despencou para, igualmente inusitados, 2% ao ano. Isso forçou para baixo as taxas de juros, em especial a dos financiamentos imobiliários, que já operavam com abundância de funding. Em 2021, mesmo com a redução na produção de imóveis novos, o mercado imobiliário cresceu cerca de 26% em relação ao do ano anterior.

Estamos em maio de 2022. Nos últimos doze meses, a Selic voltou a crescer e já bate em 12,75% ao
ano. No entanto nada indica retração no mercado. O dólar está caindo, e os produtos importados
ficando mais baratos. Isso reduz a inflação e força os juros a voltarem a cair. O processo eleitoral à
vista pode causar medo e retração. Os preços podem até diminuir. Porém preços baixos geram oportunidades e atraem investidores, que geram mais negócios. Diligentes, os Corretores de Imóveis podem aproveitar a chance e ampliar sua network.

O fim da guerra fria (1989), com a queda do muro de Berlim e a dissolução da União Soviética (1993),
reunificou os mundos capitalista e comunista numa grande e pacífica comunidade mercantil, sob a liderança tácita dos Estados Unidos. A invasão da Ucrânia, no entanto, traz de volta o risco de um mundo bipolar e muda a economia global. As sanções à Rússia elevam a inflação em todo o mundo, mas favorecem as exportações brasileiras. Com isso, entram mais dólares no país, cuja cotação cai, fazendo baixar os preços de importados, e a inflação.

China, Índia, Brasil, Rússia e Indonésia são países emergentes com grandes mercados. Mas, em tempos de guerra, negociar com qualquer deles é risco, em especial com Rússia e China. Assim, o Brasil passa a ser a “menina dos olhos” de investidores de todo o mundo. Os juros nos EUA estão em 2,5% enquanto que, no Brasil, estão em 12,75% (Selic). Isso torna o país atrativo para investimentos e mais dólares vêm para cá. Os importados ficam mais baratos e provocam queda da inflação e dos juros. O crédito aumenta, favorecendo, de novo, a venda de imóveis.

Nosso país é o segundo maior exportador de alimentos do mundo. China e índia, que representam 45% do crescimento mundial, precisarão de alimentos e terão de comprá-los do Brasil, que ainda dispõe de muita área livre para produção. As atenções se voltarão para o interior, onde está o agronegócio, e crescerá a venda de imóveis. O conselho final é: não foque no cliente; foque no que ele foca, no que ele anseia! E lembre-se: gente gosta de se relacionar com gente, não com robôs. O Corretor de Imóveis é a chave para o sucesso!

 

Por João Teodoro da Silva

Presidente do Sistema Cofeci-Creci

Creci Sergipe retoma capacitações presenciais com curso sobre ITBI

A 1ª Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o cálculo do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) não deve ser feito com base na planta de valores aplicada do município, e sim no valor venal da negociação. Para entender melhor os impactos dessa e de outras mudanças, o Creci Sergipe ofertou aos corretores de imóveis, nesta terça-feira, 24, um curso sobre ITBI nas transações imobiliárias. A capacitação, ministrada pelo advogado Sávio Prado, em parceria com a PCV Advogados, trouxe uma abordagem acerca de mudanças mais recentes.

Para o corretor Paulo Henrique, Creci nº 5483, o curso foi produtivo para aprimorar o atendimento aos seus clientes. “Esse conhecimento nos dá embasamento para termos uma discussão mais ampla, com fundamentação, nos ajudando a fechar o negócio de forma mais segura”, destacou o profissional.

“É muito bom ver a categoria voltando às atividades presenciais. Estamos trabalhando para garantir outras capacitações que agreguem positivamente ao dia a dia do corretor de imóveis”, pontuou o presidente André Cardoso.

O advogado Sávio Prado destacou que a decisão do STJ unifica o entendimento sobre a questão e traz mais segurança e tranquilidade ao mercado imobiliário. O curso será disponibilizado no canal da TV Creci Sergipe no YouTube.

1 2 3 4 5 26