Buscar um corretor inscrito no CRECI SE
Certidão de Regularidade CRECI SE

tv creci

destaques

Buscar corretor inscrito

Dúvidas Frequentes (FAQ)

Estagiário pode operar em outros Estados?

Não. O exercício simultâneo em regional distinto da inscrição é facultado somente aos corretores de imóveis inscritos no Conselho de acordo com a resolução Cofeci nº 327/92.

É possível se tornar um estagiário na corretagem de imóveis?

Sim. Porém, é preciso obter o registro de estagiário junto ao Creci-SE. Para tanto, antes de tudo, verifique junto à sua escola como está sua situação cadastral no site do Cofeci, em seguida procure um corretor de imóveis ou imobiliária para ser seu responsável técnico. Atente que o responsável técnico precisa estar com o registro no conselho em situação regular. Para consultar o registro do profissional ou da empresa, basta acessar nosso site (www.crecise.gov.br), clicar em Serviços e em Certidão de Regularidade, onde colocará o número do Creci do responsável técnico e verificará sua situação, seja ele pessoa física ou jurídica.

É possível solicitar segunda via da carteira, em caso de extravio, furto, perda, roubo, substituição?

Sim, desde que atendendo aos requisitos:

• Ficha de requerimento preenchida e assinada pelo estudante (disponível no Creci-SE);
• Termo de responsabilidade preenchido e assinado pelo responsável técnico (corretor de imóveis autônomo ou imobiliária em situação regular) – (disponível no Creci-SE);
• Boletim de ocorrência retirado pessoalmente ou através do site da SSP;
• Declaração de matrícula atualizada;
• Comprovante de pagamento da taxa de segunda via (o boleto será emitido quando entregues os documentos acima mencionados).

Por que o estagiário precisa ter registro no Creci?

O cadastro do estagiário no Creci é previsto em lei e obrigatório, sob pena de autuação. Após o cadastro, o estagiário receberá uma carteira, que vai comprovar seu registro, quando necessário. Esta carteira deverá estar sempre com o mesmo, durante o estágio, no local de atividade. O registro é a comprovação de que o estagiário está apto para desempenhar o que lhe é autorizado.